• Mason Trucks

Férias e chuva na estrada: saiba como dirigir em segurança


Chuva na estrada é sinônimo de perigo em qualquer época do ano, mas a situação é ainda mais preocupante no período de férias. No Brasil, a estação chuvosa coincide com a época de Natal, Ano Novo e o recesso escolar de janeiro.

Quem pega estrada nesse período do ano, principalmente os motoristas de veículos pesados, precisa ter responsabilidade e atenção redobrada. Muitos carros na estrada estarão conduzindo famílias com crianças, e basta uma breve distração para que a tragédia aconteça.

Então, vamos ver como dirigir em segurança quando férias e chuva chegam juntas?



Por que o risco aumenta nas estradas?


Por um conjunto de fatores. Veja exemplos:


1. Movimento maior


Nas festas de fim de ano, muita gente se desloca para fazer compras em cidades com zonas comerciais ou para passar o Natal e Ano Novo com parentes. Em janeiro, as famílias buscam o litoral ou cidades de interior para as férias, aumentando o fluxo de veículos nas rodovias.

O transporte de cargas e encomendas também estará mais dinâmico nessa época, e os caminhoneiros trabalham sob pressão para cumprir os prazos.


2. Pista molhada


Logo após o início da chuva, a água se junta aos resíduos e traços de óleo na pista, deixando o asfalto bem escorregadio. Então, a primeira meia hora de chuva é bem perigosa.

O maior risco, porém, é a aquaplanagem. Isso acontece quando os pneus perdem o contato com o asfalto, devido à camada de água que se forma na pista.

A distância de frenagem é maior sob chuva. Calcula-se que um veículo trafegando a 70km por hora só vai parar totalmente depois de percorrer 100 metros após a frenagem, se estiver chovendo.


3. Visibilidade reduzida


Sob chuva forte, há uma redução de até 40% na visibilidade do motorista. Quando o volume de água é muito grande, mesmo com os limpadores de parabrisas funcionando em velocidade máxima, a visão do condutor estará prejudicada.

Ao mesmo tempo, ao trafegar, os veículos levantam água da pista, que atinge o parabrisas dos que estiverem próximos, agravando o problema.


4. Asfalto danificado


No período de chuva, aumentam os buracos e danos na camada de asfalto. Como os órgãos de manutenção das estradas esperam pela estiagem para consertar, o período de chuva também implica em piores condições da pista de rolagem, além de sinalização desgastada.



O que fazer em caso de chuva na estrada?


No período chuvoso, mais do que nunca, prepare o veículo: a manutenção deve estar em dia, os pneus em boas condições, os limpadores de parabrisas com paletas novas, desembaçadores funcionando bem.


O motorista também deve estar preparado: confira a previsão do tempo e as condições das rodovias por onde vai passar, ajuste o GPS, deixe o celular no silencioso, sintonize o rádio em canais de notícias sobre estradas e meteorologia. Em volume baixo, pois é preciso estar atento aos ruídos externos, como buzinas, sirenes de polícia ou ambulância, por exemplo.


Sob chuva, trafegue em velocidade reduzida e mantenha distância maior entre veículos. Lembre-se que a distância de frenagem vai aumentar!


Dirija com faróis baixos, para que seu veículo seja visível aos outros motoristas. Não ultrapasse sob chuva forte e nem faça manobras bruscas, para evitar derrapagens.


Não entre em áreas de alagamento, pois nunca se sabe em que condições o asfalto poderá ter cedido sob a água e o veículo pode ir parar dentro de uma cratera.


Chuva na estrada em época de férias é um agravante para os riscos nas estradas. Então, tanto os motoristas de veículos leves quanto os caminhoneiros, precisam estar mais atentos e usar o bom senso. Em condições meteorológicas desfavoráveis, o melhor é parar em um local seguro (nunca no acostamento) e esperar que o tempo melhore.


Gostaria de acrescentar dicas para uma viagem segura? Esteja à vontade para deixar seus comentários no post!

7 visualizações

Venha nos visitar!

E SAIA DIRIGINDO UM MAN-VOLKSWAGEN SOB MEDIDA PRA VOCÊ!

Governador Valadares - Avenida Rio Bahia, nº 2241, Bairro Vila Isa  

Tel: (33) 4042-1955

Coronel Fabriciano - Avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, nº 4259, Bairro Caladinho

Tel: (31) 2942-1817

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco