• Mason Trucks

Manutenção de caminhões: 5 sinais que seu veículo precisa de cuidados

Quem está na boleia de um caminhão, não pode deixar de cuidar regularmente de seu “ganha pão”.


Sabemos que o veículo de carga apresenta inúmeros componentes e uma mecânica muito complexa, portanto, a sua manutenção diferente de um veículo de passeio. Aliás, manutenção que também tem tudo a ver com segurança, pois boa parte dos acidentes poderia ser evitada caso o veículo estivesse com “tudo no lugar”.


De acordo com estudos realizados, cerca de 40% das mortes nas estradas seriam evitadas, caso os caminhões envolvidos nos acidentes tivessem passado por revisão prévia, comprovando o quanto a manutenção dos caminhões é importante.


Os mesmos estudos apontam ainda, que a manutenção de caminhões não apenas evita vítimas no trânsito, como também é sinônimo de economia para os motoristas, havendo redução de 30 a 40% das despesas, caso o veículo passe por revisões periódicas.


Como saber se o caminhão precisa de manutenção: 5 sinais de alerta


Muitos dos problemas encontrados nos caminhões são imperceptíveis e só os percebemos em sua fase mais grave. É importante ficar de olho em alguns sinais que o orientarão nesse processo.


Veja alguns sinais de que o seu caminhão necessita de uma manutenção “pra ontem”:


1. Aspecto do óleo - Caso o óleo esteja com muitos resíduos, pode ser um alerta de atrito irregular com os ímãs do motor do veículo. Portanto, fique de olhe em sua coloração.


2. Barulho no câmbio da marcha e nos freios - Caso você perceba algum tipo de mudança ao manusear o câmbio ou até mesmo escute sons anormais ao trocar a marcha, procure algum profissional para avaliar a necessidade de fazer a manutenção.


3. Fumaça saindo do motor – Essa evidência é bastante visível e isso pode significar o mau uso de algumas peças ou más condições térmicas do motor, ou ainda, entrada de óleo desregulada.


4. Pneus gastos – Confira sempre a integridade das laterais e a profundidade das ranhuras da banda de rodagem, pois jamais deve-se rodar com pneus muito gastos ou que estejam apresentando falhas.

5. Freio - Se ao pisar gradualmente no freio e o pedal ceder, com certeza seu veículo apresenta algum defeito no sistema de frenagem.


Tipos de manutenção de caminhões que você precisa conhecer


Vamos falar um pouco sobre os três tipos de manutenção a serem realizadas periodicamente e sua importância para o veículo.


Manutenção preventiva - Como o próprio nome diz, esse tipo de manutenção tem a ver com prevenção, portanto, não espere que um defeito aflore.

Faça um itinerário de revisões preventivas nos componentes de seu veículo e substitua ou repare peças, sempre que houver o aparecimento de uma falha que comprometa o bom funcionamento do caminhão, ou leve a um defeito mais grave no futuro.

A manutenção preventiva reduz os custos, melhora o desempenho do caminhão, aumenta sua longevidade e o melhor, salva vidas.


Manutenção corretiva – Manutenção que se aplica quando o caminhão já apresentou defeito. É esse, portanto, o tipo de manutenção que deve ser evitado a todo custo, já que é mais caro recorrer a ela em relação às demais.

Tendo em vista que seu objetivo é fazer o caminhão voltar a funcionar normalmente, os serviços prestados, geralmente, envolvem:

ü Substituição de peças;

ü Troca de óleo;

ü Ajuste nos sistemas hidráulico, elétrico e mecânico.


Manutenção preditiva – Opção de manutenção mais eficiente, realizada a partir de um monitoramento completo das condições e desempenho de cada veículo da frota, colocando-os sobre perícia completa para corrigir o que for preciso por meio de ferramentas especiais como rastreadores, câmeras termográficas e muitas outras.

Alguns tipos de defeito, muitas vezes, graves, apresentam diversos indicadores que só podem ser vistos usando esses equipamentos.


Elabore um checklist e controle as manutenções de seu caminhão


Faça uma lista de verificação para controlar as manutenções necessárias de seu veículo e não se esquecer de nenhum item a ser verificado.


Aí vai uma dica de um checklist para o seu caminhão ficar “tinindo”:


· Nível de óleo do motor;

· Quilometragem da última revisão;

· Ruídos estranhos no motor e câmbio;

· Nível de água do radiador;

· Pressão do freio;

· Estado das lonas e pinças de freio;

· Profundidade dos sulcos dos pneus;

· Furos, bicos e vazamentos nos pneus;

· Vedação do tanque de combustível;

· Nível do combustível;

· Carga da bateria;

· Funcionamento de sistemas elétricos, como as luzes e sistema de arranque.


E aí, está pronto para rodar em segurança? Fique atento aos sinais de seu caminhão, não se esqueça de manter as manutenções em dia e boa viagem!

6 visualizações0 comentário