• Mason Trucks

Pneus usados: entenda por que reciclá-los


Os pneus são os componentes mais descartados dos diversos tipos de veículos e estima-se que sua decomposição dure por volta de 600 anos, tornando-se urgente a reciclagem desses produtos.


De volta ao passado

Nos anos de 1970, o interesse em repensar atitudes e criar novos hábitos para se ter um ambiente saudável, começou a crescer, emergindo daí a acepção de desenvolvimento sustentável.

Em 5 de junho de 1972, foram reunidos representantes de governos e instituições não governamentais de mais de 100 países para discutir questões ambientais relevantes, durante a Primeira Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, em Estocolmo, na Suécia.

A partir de então, o dia 5 de junho consta do calendário da ONU (Organização das Nações Unidas) como Dia Mundial do Meio Ambiente e serve como alerta à sociedade sobre os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do mundo em que vivemos.

O conceito de sustentabilidade foi incorporado como um princípio orientador de ações, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, no ano de 1992. Na ocasião, elaborou-se a Agenda 21, documento assinado por 179 países e seu principal objetivo é criar soluções para os problemas socioambientais mundiais, baseando-se no seguinte pensamento: “Pensar globalmente, agir localmente”.


Reciclagem: qual a sua importância?

A reciclagem é uma ação continuada de coleta e processamento de resíduos, que poderiam ser descartados como lixo, mas podem ser reaproveitados e transformados em novos produtos.

Essa é uma das medidas a serem realizadas para a redução da extração de matérias-primas na natureza. Dessa forma, quanto mais se recicla, mais se reaproveita um produto antes de descartá-lo, ajudando a melhorar a qualidade de vida e preserva o planeta.


Reciclagem de pneus

O pneu é um anel de borracha inflado à fluido que reveste as rodas dos veículos, e tem como funções, alterar e manter a direção, absorver impactos, transferir forças de tração e frenagem e suportar cargas, sendo o único contato entre o equipamento e o solo.


É um produto extremamente útil para a sociedade, mas é um dos principais geradores de resíduos sólidos, por ser a parte mais descartada de um veículo, devido ao esfacelamento.


O descarte inadequado de pneus cresce a cada ano, o que acarreta em grandes impactos ambientais, por serem constituídos por metais pesados e, se incinerados de forma errada, tornam-se agentes da poluição atmosférica.

Segundo alguns estudos, só no Brasil, a produção de pneus é de 70 milhões de unidades por ano e a geração de pneus velhos é de 160 milhões de unidades pelo mesmo período, demandando uma quantidade excessiva de matérias-primas, como aço, borracha natural e petróleo.



Produtos feitos a partir de pneus reciclados


A reforma de pneus não é uma atividade poluidora e seus resíduos sólidos são reciclados por outros setores.

Após a separação das peças dos pneus, cada substância é aproveitada por uma indústria específica. O aço é encaminhado para a indústria siderúrgica, a borracha, encontrada em maior quantidade, pode receber diversos fins como por exemplo:

· Fabricação de pisos ou asfalto

· Tapetes de automóveis

· Solas de sapato

· Percintas usadas na estrutura de móveis

· Tijolos

· Materiais de vedação

· Acostamentos de estrada

· Playground

· Quebra mar

· Dutos pluviais, dentre outros

A reutilização de resíduos é fundamental para nossa sobrevivência e o reaproveitamento correto cria uma visão sustentável para o futuro, sendo necessário observar que os recursos naturais são finitos e seu uso consciente é essencial para não comprometer a vidas das gerações futuras.


Gostou da publicação? Compartilhe-a em suas redes sociais e conte-nos a sua experiência com a reciclagem de pneus.

2 visualizações0 comentário