• Mason Trucks

Tudo que você precisa saber sobre mecânica de caminhão

O transporte de cargas é essencial para a economia do Brasil e, praticamente, tudo que a sociedade usa chega por meio dos caminhões. Se uma peça deles estraga ou o caminhão fica parado são muitos prejuízos.


Um estudo realizado pelo Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) aponta que o custo de realizar revisões de prevenção é 30% a 40% menor do que o valor gasto que você terá com consertos futuros.


Neste artigo, serão revelados os principais segredos que envolvem a mecânica de caminhão e você poderá conhecer os mitos e verdades dessa área.


Além disso, você descobrirá como a manutenção é essencial para manter o seu caminhão sempre seguro na estrada e como um profissional especializado nessa área faz a diferença na hora de procurar uma oficina mecânica.


São muitas dicas e informações valiosas que poderão ajudar você. Boa leitura!

Por que cuidar da mecânica de caminhões?


Diminuição dos custos e elevação dos lucros


Ao realizar a manutenção preventiva no caminhão, você age de forma proativa ajudando a evitar que surjam defeitos graves nas peças dele e comprometa o seu funcionamento. Assim, o melhor desempenho do veículo gera aumento na produtividade e nos seus lucros.


Melhoria dos serviços


Ao reduzir o número de defeitos nas peças do caminhão, aumentará o rendimento dos serviços. Além disso, as avaliações mecânicas realizadas ajudam a manter o veículo sempre em ordem para transportar as cargas.

Aumento do desempenho do caminhão


Peças danificadas geram vários tipos de problemas e exigem um trabalho maior do motor do caminhão. Isso também eleva o consumo do combustível e prejudica os componentes e sistemas do veículo. Ao realizar as avaliações mecânicas, esses problemas serão evitados e o desempenho do veículo será cada vez melhor.

Evita multas nas fiscalizações

Nas rodovias do Brasil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza diversas fiscalizações atuando para reduzir o número de acidentes causados por problemas mecânicos nos caminhões. Por isso, ficar atento aos cuidados da mecânica do seu caminhão ajuda a evitar as multas cobradas se for identificado algum problema no veículo.

Verdades e mitos sobre mecânica para caminhões


No universo que envolve a mecânica dos veículos para transporte de carga existem vários mitos e verdades.


Por isso, resolvemos esclarecer as informações para que você não comprometa o desempenho do seu caminhão e saiba o que realmente é verdade nessa área.


1- Descer no ponto morto ajuda a economizar combustível?

Quem ainda acredita que ao dirigir um caminhão ao descer um morro no ponto morto estará economizando combustível está totalmente enganado.


Esse tipo de ação provoca a liberação de mais combustível na injeção eletrônica para que o motor possa girar. Inclusive, isso causa uma sobrecarga nos freios.


O sistema de injeção eletrônica permite que mais combustível seja liberado quando o motorista utiliza o freio motor sem realizar a aceleração. Nesse sentido, ele entende que nos morros o peso do caminhão pode manter a carreta ou caminhão em movimento.


Dessa forma, ao descer em ponto morto, você aumenta o consumo do combustível do caminhão e coloca em perigo a sua vida comprometendo a efetividade dos freios.


2- É necessário aguardar o motor aquecer por 15 minutos antes de realizar o transporte das cargas?


Esse tipo de atitude era essencial antigamente, já nos dias atuais não é mais preciso. Com o uso da injeção eletrônica, o sistema permite realizar o controle do volume adequado do combustível ao se orientar pela temperatura do motor.


Da mesma forma, os óleos lubrificantes também passaram por um processo de evolução. Assim, as viscosidades diferentes ajudam o motor a funcionar de maneira independente da temperatura.


Em relação às outras partes mecânicas do caminhão, como caixa de transmissão, embreagem e freios, serão aquecidas apenas quando o veículo estiver em movimento.


3- Antes de realizar a calibragem, os pneus precisam estar frios?


Verdade! A recomendação da temperatura padrão para a calibragem dos pneus é 21° C.


A explicação para isso é que o ar vai se expandir devido ao calor. Ao calibrar os pneus ainda frios, o ar dentro dele estará frio e a pressão se estabiliza e a borracha se torna mais rígida.


As pressões irregulares provocam desgaste precoce e podem desestabilizar o caminhão. Por isso, siga essa orientação de realizar a calibragem com os pneus frios.

4- É necessário acelerar ao ligar e desligar o motor do caminhão?


Essa ação era realizada pelos motoristas na época dos caminhões que usavam carburador, pois a aceleração era importante para encher a cuba dele que ajudava a dar a partida no motor.


Entretanto, nos dias atuais, ao acelerar para ligar e desligar o motor do caminhão, você provoca o aumento do consumo de combustível e danifica as turbinas e o motor.


Por isso, esqueça esse antigo hábito se você não quiser danificar as peças e componentes do seu caminhão.

Profissionais especializados e curso de mecânica de caminhões

Apesar de carros e caminhões apresentarem sistemas mecânicos parecidos, como suspensão, transmissão e motor, realizar a manutenção do caminhão não é algo simples.

Os caminhões apresentam características próprias de funcionamento e contam com vários tipos de componentes que não são encontrados em carros.

Por isso, é importante que você procure uma concessionária que conte com profissionais especializados como os nossos e que apresentem curso de mecânica de caminhões para que possam solucionar o problema.

Dessa forma, será possível evitar paradas e quebras no seu caminhão em locais distantes, evitando prejuízos futuros.

A importância da manutenção de caminhão

Além de economizar ao realizar a manutenção preventiva, você ajuda também a evitar problemas com o motorista, que pode tornar-se inapto de forma permanente ou por um longo período de tempo, caso ocorra algum acidente grave.

Atualmente, você pode realizar 3 tipos de manutenção no seu caminhão. São elas:

  • Manutenção corretiva: acontece depois que o problema já aconteceu no caminhão. Geralmente, o profissional especializado tem um trabalho maior para corrigir os problemas mecânicos ou substituir peças danificadas.

  • Manutenção preventiva: é feita para evitar que ocorra problemas mecânicos no caminhão durante as viagens. O profissional especializado faz ajustes no caminhão que ajudam a evitar surpresas desagradáveis nas rodovias. Ela é essencial para redução dos acidentes na estrada.

  • Manutenção preditiva: o tempo de uso do veículo é a principal referência nesse tipo de manutenção. Geralmente, usa-se um scanner automotivo para fazer uma avaliação mais profunda do veículo, identificar as partes que poderão apresentar defeitos e realizar com antecedência os ajustes necessários.

Independente do tipo de manutenção que você escolha para o caminhão, ela deve ser feita com muita atenção e com profissionais experientes. Dessa forma, você melhora a qualidade do serviço que oferece e ajuda a evitar os acidentes na estrada.

Quando procurar a oficina mecânica de caminhões?

Seu caminhão deve passar por uma oficina mecânica de forma regular para evitar o desgaste das peças e evitar problemas futuros no veículo. Inclusive, é essencial que você siga as recomendações do manual do veículo ou do fabricante.

O óleo do motor, por exemplo, componente essencial para o funcionamento do caminhão, deve receber atenção redobrada, pois ele ajuda a manter a vida útil do veículo. Recomenda-se a troca do óleo com no mínimo 15 mil quilômetros rodados.

Freios são vitais para a segurança do caminhão

Os freios dos caminhões são essenciais para manter a segurança do veículo. No caso dos caminhões, eles podem sofrer um desgaste maior. Por isso, a necessidade de serem avaliados constantemente.

Para os freios, a recomendação é que sua manutenção seja preventiva ou preditiva, pois, caso aconteça alguma falha neles, há grande risco de acidentes no trânsito.

O ideal da avaliação dos freios é a cada 15 mil quilômetros rodados.

A importância da troca de pneus

Os pneus são responsáveis por grande parte da estabilidade ao dirigir e frear o caminhão. Inclusive, se eles apresentarem um desgaste alto pode provocar acidentes graves.

Assim, a chance de ocorrer derrapagem e provocar acidentes é grande. Em média, recomenda-se a troca dos pneus a cada 60 mil quilômetros rodados. Lembre-se de trocar todos os pneus de uma única vez, porque o desgaste desigual deles pode afetar manutenções futuras.

As especificidades da suspensão de caminhão

A suspensão de caminhão apresenta características peculiares por serem produzidas para suportar cargas pesadas.

Por isso, é essencial lubrificar os pinos dela regularmente. Caso o motorista apresente relatos de problemas ao dirigir é importante realizar uma avaliação mecânica mais profunda e se for preciso substituir a suspensão.

A manutenção do seu veículo deve ser realizada por especialistas no assunto. Portanto, fique atento aos cuidados que você deve ter com o seu caminhão e leve regularmente nas oficinas da nossa concessionária.

A Mason Trucks é referência em atendimento e considerada a melhor Concessionária Volkswagen do leste de Minas Gerais. Entre em contato com nossos consultores técnicos que poderão ajudar a solucionar de forma eficiente os problemas e falhas do seu caminhão. Faça agora o agendamento dos serviços e manutenções que seu caminhão precisa.


23 visualizações0 comentário