• Mason Trucks

Vida de caminhoneiro: cuidar da saúde na estrada é possível?



Se as condições das estradas e da profissão de caminhoneiro já são difíceis, cuidar da saúde nesse contexto acaba sendo um desafio tão grande quanto os primeiros.


A vida de caminhoneiro é muito desgastante e, exatamente por ser assim, a saúde acaba ficando negligenciada.


Os motoristas não podem parar de trabalhar para não perder dinheiro… mas, ao mesmo tempo, a falta de cuidados com a saúde pode acabar obrigando que o profissional pare. Sendo assim, como fazer para conciliar a rotina intensa de trabalho sem deixar de cuidar da saúde? Continue a leitura para saber:



A saúde do caminhoneiro em números


Pesquisas realizadas em 2018 apontam para números preocupantes. Os desgastes com longas horas ao volante, maus hábitos alimentares, sedentarismo e poucas horas de sono revelaram consequências:


  • 79% dos motoristas de caminhão estão obesos ou acima do peso;

  • 35% têm colesterol e/ou glicemia em números elevados;

  • ⅓ deles dorme menos de 6 horas por noite;

  • 1 em cada 5 profissionais usa anfetamina para se manter acordado na estrada.



O preço da má alimentação na vida de caminhoneiro


As horas de viagens são longas, as entregas não podem atrasar e a alimentação acaba sendo prejudicada. É muito comum que os caminhoneiros pulem refeições ou acabem comendo alimentos gordurosos, frituras e açúcar.


O fator alimentação somado à falta de atividades físicas tem como consequência certa o aumento de peso, colesterol, triglicérides e glicemia acima do recomendável.


Por isso, é recomendável se alimentar de três em três horas. Também é aconselhável buscar as melhores paradas para fazer refeições equilibradas e não se descuidar da hidratação.


Ter à mão pequenos lanches como frutas e castanhas para comer entre as refeições principais é um hábito que todos devem adotar. Evitar jejuns prolongados também é importante: isso pode causar picos de glicose e levar à resistência insulínica, uma das causas do diabetes.



Cuidados com o corpo e a ergonomia


Vida de caminhoneiro significa passar longas horas sentado. Permanecer nessa mesma posição por muito tempo pode causar compressão entre os discos das vértebras e chegar até mesmo a provocar hérnias discais. Sem os devidos cuidados, o problema pode até mesmo evoluir para um quadro cirúrgico.


A circulação também pode ficar prejudicada. Ainda mais se somada à desidratação (pela falta de ingestão de água ou exposição ao ar condicionado), pode ocasionar inchaços nas pernas e comprometer o retorno venoso.


Para driblar este tipo de complicações, é importante:


  • Ter uma rotina de alongamentos: a cada parada, procure alongar costas, braços e pernas. Não se esqueça de fazer alongamentos antes de dormir, para relaxar a musculatura e ter mais qualidade de sono.

  • Fazer alguma atividade aeróbica: correr, caminhar, pular corda… são algumas formas de evitar ganho de peso sem necessariamente depender e ir à uma academia. Comece gradativamente, para não sobrecarregar as articulações.

  • Fazer exercícios para ajudar na sustentação da coluna: a musculatura do abdômen é uma das grandes aliadas da estabilização da coluna. Procure incluir esse tipo de exercício na sua rotina.

  • Observar se o seu caminhão oferece o conforto e a ergonomia que você precisa: com o tempo, a espuma do banco vai sofrendo desgastes e é importante passar por uma revisão. Experimente usar algum tipo de almofada para apoio lombar.



Sono: importante para saúde e prevenção de acidentes


Assim como a alimentação, o sono é um dos maiores prejudicados na vida de caminhoneiro. Segundo as mesmas pesquisas, 25% dos motoristas enfrentam viagens de mais de 18 horas e 51% dorme na própria boleia do caminhão.


Uma noite mal dormida faz com que, durante o dia, a capacidade de atenção e reflexos fique extremamente comprometida, o que pode ser a causa de acidentes.


Com o sono prejudicado, muitos recorrem ao uso de anfetaminas para conseguir resistir por mais tempo. Contudo, o uso contínuo dessas drogas causam efeitos colaterais muito perigosos, como alucinações, transtornos de ansiedade, agressividade e até mesmo infartos.


A vida de caminhoneiro está sempre relacionada ao enfrentamento de adversidades. Ainda assim, colocar a saúde em primeiro plano não pode ser considerada algo supérfluo. A Lei do Motorista foi criada para, dentre outras coisas, assegurar qualidade de vida a estes profissionais.


É preciso ter consciência de que, ao tentar contornar as necessidades básicas do corpo, o resultado pode ser justamente um prejuízo muito maior.


Você já passou por condições de extremo cansaço na estrada? Conte pra gente sua experiência nos comentários!


27 visualizações0 comentário

Venha nos visitar!

E SAIA DIRIGINDO UM MAN-VOLKSWAGEN SOB MEDIDA PRA VOCÊ!

Governador Valadares - Avenida Rio Bahia, nº 2241, Bairro Vila Isa  

Tel: (33) 4042-1955

Coronel Fabriciano - Avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, nº 4259, Bairro Caladinho

Tel: (31) 2942-1817

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco