• Mason Trucks

Volkswagen Caminhões e Ônibus amplia investimentos no Brasil até 2025


Apesar dos custos altos e imprevisibilidade do mercado, a fabricante fará um alto investimento no Brasil de 2021 a 2025


Um pouco de história...


Em fevereiro de 1981, a Volkswagen Caminhões e ônibus fundou sua fábrica no Brasil, mais precisamente em São Bernardo do Campo (SP), estreando com os modelos VW 11.130 e VW 13.130, possuíam cabine avançada e apresentavam como diferencial o seu basculamento.


O projeto dos caminhões foi feito na Alemanha, mas os protótipos foram desenvolvidos no Brasil.


Nesses 40 anos de parceria, a marca contabiliza vários feitos, dente eles, a segunda posição no ranking de vendas de caminhões e ônibus no Brasil.

A VWCO lançará em meados de 2021, o primeiro veículo 100% elétrico feito na América do Sul, o e-Delivery, cuja celebração será sinalizada por um período de investimentos até 2025.


O investimento


A Volkswagen Caminhões e Ônibus, integrante do grupo global Traton, anunciou investimento de R$ 2 bilhões entre 2021 e 2025, valor que marca o maior ciclo de investimento da companhia nos últimos anos.


Visando novas tecnologias, além da linha de caminhões elétricos, que reduzem a emissão de CO2, a empresa tem foco na digitalização, na conectividade e melhoria das linhas dos produtos.


“As vendas são historicamente mais relevantes no Brasil, por isso é um mercado muito importante”, segundo Roberto Cortes, presidente e CEO da VWCO. Ele ainda afirma que o mercado brasileiro de veículos comerciais está se recuperando e que há saídas para fomentar a indústria, como por exemplo,. a adoção de um programa de renovação das frotas brasileiras de caminhões e ônibus.


De acordo com o executivo, a VWCO participa ativamente de debates com a Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) sobre os problemas do Brasil e mantém a confiança no país para investir, contratar e buscar parcerias internacionais


Uma das contribuições da iniciativa, segundo Cortes, será tirar de circulação veículos altamente poluentes, o que resultará na redução de custos de frete e movimentará toda a cadeia produtiva.


Curtiu a novidade? Que tal espalhar essa boa nova por aí? Compartilhe-a nas redes sociais e deixe seus companheiros felizes!

7 visualizações0 comentário